quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Capítulo 13

Fevereiro de 2012
-Meu amor, cuidado, não corre. -Vanessa gritou para a filha que corria atrás do irmão que brincava em um brinquedo.

-Está tudo bem, mamãe.- Julie disse.
- Estou vendo mesmo, Julie. - Minutos depois, a filha caiu cortando a cabeça.- Filha, a mamãe avisou... Vem que eu vou cuidar disso.- Vanessa suspirou pegando a filha no colo com um pouco de dificuldade.
-O que foi mãe?
-Fica com o Bryan, Mel. Sua irmã machucou a cabeça.- A campainha tocou naquele exato momento.- Oh Deus, eu vou surtar...
- Olá, Senhorita Hudgens, como vai?
-Sr. Saltzman? Veio trazer o papeis? Ok certo- Vanessa disse ainda com a filha no colo, um pouco aérea- Filha, esse é o Sr. Saltzman, diga olá.
-Olá Sr, Saltzman. Mamãe, minha cabeça...
-Hãã, a senhorita aceita uma ajuda?- Alaric disse vendo Vanessa colocar a filha na bancada da cozinha e procurar um curativo
-Por favor. Sabe, não era isso que eu pensava quando eu tinha 15 anos. Sabe, 27 anos, mãe solteira e estar grávida do quarto filho é realmente estressante. Quatro é um número muito grande-Vanessa comentou e corou logo depois- Desculpe, o senhor é apenas meu advogado.
-Está tudo bem, senhorita Hudgens. Eu imagino. tenho um garoto de 12 anos.
- 12? Realmente, não quero imaginar quando Bryan chegar nessa idade. Meu ex-cunhado tem dezesseis, e meu Deus.- Vanessa pos o curativo na cabeça de Julie e depositou um beijo carinhoso- pronto, meu amor, toma cuidado tudo bem?
-O que eu ouvi ein Vanessinha?- Dylan aproximou- se de Vanessa com um sorriso debochado
-Nada, pivete, esse é o meu advogado, o Sr. Saltzman.
-Que vai cuidar do idiota do meu irmão?- fez um careta apos sentir um tapa na lateral da cabeça- Perdoa minha cunhada favorita, ela é sempre assim mesmo.
-Dylan, vai ficar com seus sobrinhos, a proposito, Bryan está com o mesmo jeitinho que você. - Após o sobrinho sair, Vanessa virou-se para o advogado e perguntou- Desculpe a intromissão, mas o Senhor disse que tinha um filho, é casado?
-Senhor não, por favor. Na verdade sou divorciado. Sou gay, Vanessa.
-Oh, é mesmo? E seu filho, lidou bem com isso?
- No começo não, mas agora se acostumou, não há nada que ele possa fazer. Bom Vanessa, o advogado de Zac entrou em contato comigo, sei lá como. Parece que ele mudou de idéia sobre o bebê.
-ELE O QUE?
-Ele se recusa a ter qualquer ligação com a criança, pois de acordo com as palavras dele, foi feita em um momento totalmente errado, que vocês não estavam juntos. E ele quer a guarda total de Mellany, Julie e Bryan.
-Canalha. Canalha. Canalha.- Vanessa sentou no sofá proximo e acariciou o pequeno volume em sua barriga.- O que fazemos agora?
-Bom, existem dois atalhos. A senhorita deseja que ele tenha contato com o filho?- Vanessa negou- Então podemos exigir apenas a pensão. Olha Vanessa, ele abrir mão do filho é impossível, esse dinheiro é o direito dele, não pode ser tirado.
-Então entraremos com o pedido de pensão. Mas ele vai negar que a criança é dele.
-Entraremos com o pedido de DNA, pois acredito que ele não aceitaria fazer de livre e espontanêa vontade.
-Não entraria mesmo. Bem Alaric, muito obrigada.
-Não agradeça Vanessa. A audiência está agendada para o dia 14 de maio- Alaric disse se despedindo e saindo pela sala.
-Zac, seu grande filha da puta.. você me paga. Mas vai ver só.- Vanessa disse se levantando e indo ligar para Austin

-Austin? Herr.. eu me mudei temporariamente pra Nova York, quer vir me visitar? Tem um lago lindo aqui que você amaria andar de jet sky.
-Menina, como você some assim do nada? Pode deixar, vou sim.
-É que... eu engravidei do bastardo do Zac. Estou de poucas semanas.
-Meu Deus, para tudo, mulher, como você é fértil.
-Austin, você está bem mais soltinho ein? Olha, a minha audiência é no dia 14 de maio, você vai gostar bastante do meu advogado. Ele é gay.
-Ah meu Deus do céu!Mulher, eu te amo. 
-Só cuidado, ele foi casado com uma mulher e tem um garoto de 12 anos.
-Mulher, a pior raça. Mas amiga, agora que eu apareço aí mesmo. Tudo bem pra você eu ir em maio?
-Tudo, Austin. Juízo.
-Amor, tomo picolé e não juízo, beijinhos.

10 de maio de 2012

-VAAAAAAN- Austin gritou jogando as malas na porta de casa e indo abraçar a amiga
-Austin! O Bryan está dormindo no sofá, fale baixo.
-Desculpa. E o número quatro, quantas semanas? Já está aparecendo ein..
-Óbvio. Dezoito, acabei de entrar no quarto mês. Hoje eu tenho ultrassom, quer vir? Na verdade, é daqui a meia hora.  
-Claro que eu vou, Agora senta aqui e me conta tudo do advogado gostosão.
Vanessa e Austin conversaram um certo tempo, até a hora de ir para o hospital, dessa vez apenas Julie e Austin iriam com ela, a menina estava estasiada com a presença de Austin na casa. Assim como Starla, que adorou Vanessa ter uma companhia. A audiência seria dias depois. Uma assistente social visitou a casa no mês anterior, e aparentemente não teve nada a reclamar.
-Olá Vanessa, esse é seu amigo?- David cumprimentou-a no consultório, após dar um beijo em sua neta.
-David esse é Austin, Austin esse é David, o melhor sogro e médico do mundo. É hoje que veremos que é uma menininha, certo?- Vanessa disse deitando-se na cama, enquanto David passava gel em sua barriga.
-Olá Austin. Bom, se ela abrir as pernas hoje veremos sim. Mas até agora eu só tenho um netinho, queria um outro.
-Bobagem David. Ashley pode te dar vários. Ela tem mexido muito, está tão nervosa... está tudo bem?
-Tudo perfeito, Vanessa. 2 olhinhos, ouvidos, uma boca, um nariz. E olha aqui, parece que sua intuição estava certa, vamos ter uma menininha. 
-Uma garotinha? Ai.. Eu sabia, David. Ela vai ser tão mimada.
-Vou ter uma irmãzinha pequenininha, mamãe? Só pra mim?- Julie disse com os olhinhos brilhando

-Sim, meu amor. Uma garotinha só nossa. Nossa esperança. Nossa pequena Hope.

14 de maio de 2012- Dia da audiência

-Nos conhecemos quando eu tinha 15 anos e ele 16. Foi um encanto á primeira vista. Nos casamos quatro anos depois e sete meses depois a Mellany, nossa primeira filha, nasceu. 3 anos depois nossa segunda filha, Julie Ann, nasceu. Eu nunca tive problemas para engravidar e acabei me descuidando com a loucura de ser mãe de duas, trabalhar em casa e cuidar da casa, então quando Julie tinha poucos meses, eu engravidei de nosso terceiro filho, Bryan Dylan. Começamos a brigar e no dia do terceiro aniversário do Bryan Dylan, eu o peguei transando com outra mulher.- Vanessa dava seu depoimento na audiência de guarda
-Senhorita Hudgens, aqui no estado de Kentucky, adultério não é crime- O advogado de Zac cortou-a
-Protesto. Meritíssima, ele está atrapalhando o depoimento da minha cliente.
-Protesto aceito.Senhor Jones, por favor. Continue senhorita Hudgens.
-Então, nós resolvemos nos divorciar. Isto é, eu decidi acabar com tudo. Logo depois ele assumiu o relacionamento com Megan, não que isso seja relevante. Em uma dessas visitas, ele deixou que Mellany comesse morangos, e ela é alérgica. Eu quase tive um ataque. Você deixa seus filhos com o pai, achando que ele sabe das alergias deles e de repente recebe uma ligação que sua filha está no hospital. Nesse dia, Zac gritou horrores e que não acreditava que as crianças eram dele. Um tempo depois tivemos uma recaída e eu engravidei. Estou grávida de 18 semanas, e ele nega-se a ter qualquer tipo de ligação com a criança.
-Isso é tudo senhorita Hudgens, pode sentar-se- A juíza se pronunciou- Senhor Jones, sua vez.
-Bom, como a Senhorita Hudgens disse, ela não estava realmente, habilitada para cuidar de duas crianças. Meu cliente disse que ela gritou com ele várias vezes diante das crianças. E como meu cliente vai ter certeza que as quatro crianças são filhas dele? A quarta é ainda mais duvidosa. Essa mulher não está pronta para cuidar das crianças. Chamo para depor o meu cliente, Senhor Zachary Efron.
-Minha ex-esposa está abusando de meus pais, ela foi morar com eles sem nem o meu consentimento, isto é, ela tem 3 filhos comigo e diz estar esperando o quarto. Eu só quero os que nos tivemos em nosso casamento. Posso dar uma boa vida, uma boa escola. Melhor que serem criados ao lado de viados.
-Protesto, Meritíssima. O senhor Efron além de estar distorcendo a verdade está cometendo um ato homofóbico. Opção sexual não se mistura com caráter.
-Protesto aceito. Senhor Efron, modere suas palavras e diga somente aquilo que pode provar. Continue, por favor.
-Certo. Bom, é só isso que eu quero. As três crianças e nada que esteja ligado a essa mulher, inclusive o feto.
-Pode se sentar senhor Efron. A corte não tomara a decisão nessa audiência. As três crianças vão ser acompanhadas pela assistente social nos próximos dois meses, durante as visitas do pai e na casa com a mãe. Graças a boa índole e do relatório da Senhorita Hudgens, a guarda provisória das crianças está com ela. Para a próxima audiência,quero que sejam providenciados os exames das quatro crianças. A próxima audiência esta marcada para o dia 19 de Julho. Declaro esta audiência encerrada.


Gente eu posto ou agora ou amanha de manhã hahaha. Vocês podem divulgar o blog? Por favor. Beijinhos, lindas.


4 comentários:

  1. JÁ DEVIA TER POSTADO, BESHA. Geeeeeeeeeeeeeeeeente, estou passada. Zac é um baita de um desgraçado, viu? Pobre Vanessa. Não acho que seja correto ela por em risco a bebê que ela espera por culpa dele. Menina, Austina arrasou. Já quero mais.
    Xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Postei hahaha Zac vai sossegar agora. Austina é dyva

      Excluir
  2. ahhhhh, como esse zac ta um otario!! alguem por favor da uns tapas nele kkkkkkk
    posta mais mais mais!!!!! nao nos deixe nessa angustia de saber o quie vai acontecer, posta logo please!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedido feito hahahaha capítulo novinho pra vocês :) e muito obrigada pelos comentários

      Excluir

Comenta aí vai,please,quero saber sua opnião